Seminários - Professores convidados

O corpo docente responsável pelas Unidades de Formação Seminários I e II é altamente credibilizado e diversificado, contando com profissionais, afetos ao Ensino e/ou exercendo no mercado de trabalho, e de indiscutível e reconhecido mérito.

 

Todos os anos são especialmente convidados diversos especialistas que dominam toda uma diversidade de temáticas/metodologias, capazes de alargar e/ou induzir novos horizontes no dominio interventivo de cada aluno CFIC. Nestas disciplinas são abordados assuntos que vão desde a Fotografia Científica, a Ilustração Infantil, a Edição e Direção de Arte de revistas de divulgação científica e muitos outros, o que capacita os nossos alunos com uma maior e mais enriquecida experiência orico-prática, que dificilmente pode ser encontrada no plano do Ensino Superior em Portugal.

 

Como mais valia adicional, estas oficinas de trabalho podem ser frequentadas, de forma GRATUITA e INDEPENDENTE, pelos alunos de edições CFIC passadas, para aprenderem ou mesmo reciclarem conhecimentos, maximizando e mantendo atuais as suas competências, adquiridas através da nossa Formação especializada e direccionada para a Excelência.

Convidados CFIC

​Diana Marques

(Professora assistente convidada na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa)

Bióloga (Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa) completou diversos cursos de Desenho e Ilustração Científica antes de frequentar o curso de pós-graduação em Ilustração Científica da Universidade da Califórnia em Santa Cruz.
Além de ser professora assistente convidada no Mestrado em Desenho (FBA/UA), colabora com o Instituto Superior de Educação e Ciências/Universidade de Évora (Mestrado em Ilustração).

Doutoranda em Media Digitais (que aplica ao estudo da comunicação visual e da tecnologia em museus de ciência), num programa de colaboração entre a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto e a Universidade do Texas em Austin.
Trabalha como freelancer em Portugal e mantém colaborações com clientes internacionais, como o museu de história natural da Smithsonian Institution (Washington, EUA), onde trabalhou vários anos, e recentemente com a Administração Postal das Nações Unidas para quem ilustrou a edição de 2012 da coleção filatélica sobre Espécies Ameaçadas.
Fazem parte do seu currículo numerosas participações em exposições; estágios de ilustração em museus de história natural prestigiados como o de Nova Iorque e Queensland (Austrália); comunicações escritas e orais em congressos, revistas da especialidade e blogues; e uma contribuição ativa em associações de ilustradores profissionais.

António Luis Campos

 (Fotógrafo da Natureza)

Fotógrafo freelance desde 2004, António Luís campos é colaborador regular da National Geographic Portugal, assinando cerca de meia centena de artigos nesta publicação. Engenheiro electrotécnico, é autor de três livros, Metamorfose (2009), À Beira da Água (2010) e Recursos e Território - Uma geografia da esperança (2011), publicando regularmente em jornais e revistas nacionais e internacionais. Criou diversas exposições e instalações em nome próprio em Portugal, Espanha e Polónia, das quais se destacam Pensam que é por milagre..., Borboletas do Mondego e Selvagens Vidas Lusas. Em 2006 integrou a agência fotográfica 4SEE Photo, que distribui o seu trabalho a nível internacional e no ano seguinte era premiado no concurso Fotojornalismo BES-Visão. É guia de viagens fotográficas, dividindo o seu tempo entre uma intensa actividade formativa na área da fotografia, trabalhos corporativos com entidades privadas e instituições estatais e o desenvolvimento de projectos fotojornalísticos e documentais.

José Projeto
 
 
(Pintor Naturalista)

Autodidacta, ilustrador e pintor profissional, participou durante a adolescência em diversas publicações de Banda Desenhada, iInfluenciado pela corrente artística Modern Wildlife Art, alterou o seu percurso representando diversos temas da natureza, inspirados na beleza natural da região onde reside, o Alentejo. Em 1986 interrompeu a licenciatura no curso de Pintura da antiga Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, desenvolvendo nos anos seguintes originais para exposições e publicações. Grande parte do seu trabalho, encontra-se representado em colecções públicas e privadas, nacionais e internacionais. No campo editorial, realizou mais de 40 emissões filatélicas para Portugal Continental, Madeira, Açores, Angola e Guiné-Bissau. Entre outras distinções, recebeu o prémio internacional ASIAGO de Arte Filatélica para o mais belo selo dedicado ao ambiente emitido no ano de 1992 (autoria do conjunto de selos portugueses alusivo à conferência das Nações Unidas sobre o Ambiente e Desenvolvimento – ECO 92).

 

 

Anabela Marisa Azul

(Investigadora do Centro de Ecologia Funcional/FCTUC)

Anabela Marisa Azul é investigadora do Centro de Ecologia Funcional, Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, especialista em Biologia, Ecologia e Biotecnologia de Fungos; Taxonomia e Ecologia de Micorrizas; Ecossistemas Mediterrânicos; Redes de Conhecimento em Micologia e Ecologia. É coordenadora dos projetos “Avaliação da biodiversidade e dinâmica de estirpes da trufa de valor acrescentado Tuber borchii em diferentes escalas geográficas, para investigação fundamental e aplicada”, “Value Mycology-Technology-Trufficulture” e “O Montado: da diversidade aos Serviços do Ecossistema”. É autora e co-autora de mais de 30 artigos em revistas de arbitragem internacional, quatro livros para crianças e cinco páginas Web para o público em geral.

Davina Falcão

(Bióloga e Ilustradora freelance)

Nascida na África do Sul onde desenvolveu uma grande paixão pela vida selvagem e o interesse no desenho. Uma vez chegada a Portugal, investiu o seu tempo na arte e actividades relacionadas com a Biodiversidade e Biologia. Agora Mestre em Ecologia, Gestão e Conservação dos Ecossistemas, trabalha como uma ilustradora freelancer, com trabalhos publicados em jornais, livros e artigos científicos.

Já leccionou vários workshops no país, sempre acompanhada dos seus fieis colaboradores de quatro patas.

Ornitologia e Herpetologia  são as áreas da Biologia de interesse.

Gonçalo Pereira

(Jornalista, Professor na Univ. Católica e Diretor da National Geographic Mag. - Portugal)

Doutorado em Sociologia do Jornalismo pelo ISCTE e mestre em Comunicação Social e Cultural pela Universidade Católica Portuguesa, Gonçalo Pereira é jornalista desde 1994. Fez parte da equipa fundadora da edição portuguesa da revista National Geographic como editor em Abril de 2001 e assegura a direcção da publicação desde Maio de 2006. Escreve sobre Saúde, Ciência e Ambiente.

Publicou o livro "A Quercus nas Notícias" e tem outro na calha.

Lecciona Jornalismo na licenciatura e no mestrado de Comunicação Social da Universidade Católica.

Através da revista da moldura amarela, familiarizou-se com diferentes técnicas de ilustração e infografia científicas, que utiliza regularmente na produção mensal da revista.

Eduarda Coquet

(Artista Plástica e Professora Associada Instituto de Educação da Universidade do Minho)

 

Investigadora da área de Estudos Artísticos do CIEC (Centro de Investigação em Estudos da Criança), com formação inicial de Artes Plásticas e doutoramento em Comunicação Visual.

João Pedro Barreiros

(Docente e Investigador da Universidade dos Açores)

Concluiu a Agregação - em 2008. É Professor Auxiliar com Agregação na Universidade dos Açores.

Publicou 50 artigos em revistas especializadas e 74 trabalhos em actas de eventos, possui 6 livros publicados. Possui 97 itens de produção técnica. Participou em 34 eventos no estrangeiro e 46 em Portugal.

Orientou 1 tese de doutoramento e co-orientou 1, orientou 5 dissertações de mestrado, alem de ter orientado 50 trabalhos de conclusão de curso de bach./licenciatura nas áreas de Ciências Biológicas, Ciências da Educação e Ciências Veterinárias.

Recebeu 4 prémios e/ou homenagens. Entre 1997 e 1999 participou em 1 projecto de investigação. Actua nas áreas de Ciências Naturais com ênfase em Ciências Biológicas e Ciências Agrárias com ênfase em Ciências Veterinárias. Nas suas actividades profissionais interagiu com 216 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos.

No seu curriculum DeGóis os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Caça submarina, Ictiologia, Epinephelus marginatus, Behavioural ecology, Expedição científica, Música, Biodiversity, Ictiodiversidade, Elasmobranchii e Ethology.

Luís Azevedo

(Biólogo e Paleontólogo)

É Doutor em Biologia - Paleontologia pela Facultad de Ciencias da Universidad Autónoma de Madrid. A sua especialidade é a evolução dos dinossauros saurópodes, nomeadamente o que se refere ao desenvolvimento do gigantismo neste grupo e questões biológicas relacionadas com a locomoção daqueles animais. É ainda especialista em morfometria geométrica e análise de dados composicionais, técnicas que tem aplicado não só em Paleontologia e Zoologia, como em disparidade morfológica de aves, pterossauros e morcegos, mas também em estudos relacionados com a Saúde e o Desporto.

Realizou trabalho de investigação e de campo um pouco por toda a Europa e ainda na Patagónia argentina (três períodos), Estados Unidos e China - efetuou pesquisa em duas dezenas de Museus de História Natural por todo o mundo, o que faz dele, segundo as suas próprias palavras “um rato de campo e um rato de museus!

Coordenador dos Centros de Ciência Viva do Algarve, até Agosto de 2012, é atualmente Director Executivo do Centro Ciência Viva de Lagos.